sábado, 31 de outubro de 2009

OFICINA DA PALAVRA ESCRITA II

UFBA – Universidade Federal da Bahia
Programa de Formação Continuada de Professores do Município de Irecê
Curso de Licenciatura em Pedagogia / Séries Iniciais – III Turma 2009
Professoras:Paula …..e Lícia Beltrão
Alunas - Eletícia Pereira Campos Cleidinéia Souza Oliveira


DESAFIO: UM GÊNERO E MUITAS IDÉIAS NA CABEÇA



GÊNERO: POEMA


PÁSSARO LIVRE

Vivo presa em mim,
Aprisiono todo meu ser entre paredes imaginárias,
Sou escrava do meu modelo ideal de vida,
Mas falta-me vida para idealizar tal modelo.
Como e a comida é de papel,
Bebo e o vinho não me embriaga,
e nem me conforta,
Só me mantém aprisionada.
Faz bastante tempo que perde o sentido. Será real ou possível?
Nada me completa quando estou sem você.
Nunca tive você!

CLARICE LISPECTOR


PROPOSTAS DE ESTRATÉGICAS PEDAGÓGICAS:



Com este gênero é possível trabalhar com várias propostas, como por exemplo, a estrutura do poema (versos, tipos de versos, estrofes, metrificação, ritmo, rima,ortografia, morfologia,sintaxe e função da linguagem). Além destes, também é muito interessante o trabalho com as informações intrínsecas e extrínsecas, dentro da interpretação.

SÉRIE: 6º.ano



ALGUNS EXEMPLOS:


VERSIFICAÇÃO:

O poema é composto de apenas uma estrofe e onze versos; não há a estrutura de rimas, nem tampouco há preocupação com metrificação, sendo portanto classificado como versos livres; há um repertório bastante amplo no campo da ortografia, morfologia, dentre outros. De forma contextualizada, podemos trabalhar a função linguística da escrita, como a identificação de verbos, substantivos, artigos..., acentuação, concordância, regência, as funções da linguagem, como as emotivas, as referenciais e apelativas, metalinguísticas..., também é uma ótima oportunidade para se trabalhar as linguagens figurativas. No texto é possível perceber metáforas, sinestesia e paradoxo.

OUTRAS PROPOSTAS:

Além do estudo da língua, o poema é um eficaz recurso no estudo interpretativo das informações intertextuais e extratextuais. No teatro é possível trabalhar com fantoches, sarau, com a interpretação do próprio texto na entonação (voz), na declamação. Possibilita a releitura narrativa a parti de diversos mecanismos.
Com a distribuição de cópias do texto é possível trabalhar a estrutura do mesmo, bem como todos os exemplos já citados no inicio.

3 comentários:

dulce disse...

Clarice Lispecto é ótima.Mas você também fez poesia com as paredes do stúdio da rádio. estou dando risada até agora.

maurina disse...

MUITO BOM A SUA PRODUÇÃO LETICIA E COM UM GÊNERO NA MÃO SURGEM MUITAS IDÉIAS QUE DÁ PARA TRABALHAR EM SALA DE AULA COM NOSSOS ALUNOS E MAIS A PALAVRA ESCRITA DOIS ELA VEIO COMO UMA METODOLOGIA PARA NÓS AJUDAR A REFLETIR MELHOR SOBRE OS DESÁFIOS E POSSIBILIDADES EM RELAÇÃO AOS TEXTOS QUE LEVAMOS PARA A SALA DE AULA ISTO ENRIQUECE CADA VEZ MAIS O NOSSO TRABALHO.MAURINA

Unknown disse...

NOVO OLHAR SOBRE A MATEMÁTICA, Jornal Beira do Rio, UFPA, Abril 2011,
www.jornalbeiradorio.ufpa.br/novo/index.php/2011/124-edicao-93--abril/1189-novo-olhar-sobre-a-matematica

MÁRIO SERRA - ENGENHEIRO, MATEMÁTICO E AMAZÔNIDA, Jornal Beira do Rio, UFPA, Ano XXVIII Nº 120. Agosto e Setembro de 2014,
http://www.jornalbeiradorio.ufpa.br/novo/index.php/2014/152-2014-08-01-17-25-17/1618-2014-08-04-14-34-28

RENATO PINHEIRO CONDURÚ (Belém-Pa, 25/08/1926 - 23/06/1974), ENGENHEIRO-MATEMÁTICO PARAENSE: INDO DO GUAMÁ ALÉM DO VAL DE CÃES ( solicite por e-mail: jbn@ufpa.br)

ALGUMAS MULHERES DA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA E QUESTÃO DE GÊNERO EM C & T.
http://sitiodascorujas.blogspot.com.br/2013/06/mulheres-na-matematica.html

CONSTANTINO MENEZES DE BARROS I - MATEMÁTICO QUE LIGA O PARÁ/BR AOS MAIORES CENTROS DO MUNDO E COMPARÁVEL AOS GRANDES ÍCONES DA HISTÓRIA DA MATEMÁTICA (II a V não publicados, disponível por e-mail), (Óbidos-Pa, 19/08/1931, Rio de Janeiro-RJ, 06/03/1983), Ex-Docente UFF e UFRJ,
www.chupaosso.com.br/index.php/obidos/educacao/2149-vida-e-obra-de-constantino-menezes-de-barros

PROFESSORA SANTANA: Candidata a Melhor Docente do Ensino Básico Paraense, Blog Chupa Osso, 23 Junho 2013, www.chupaosso.com.br/index.php/obidos/educacao/2453-proessora-santana-candidata-a-melhor-docente-do-ensino-basico-paraense

SABER MATEMÁTICO E CULTURA INDÍGENA, blogue da AICL, 20 de Setembro de 2011,
http://coloquioslusofonia.blogspot.com.br/2011/09/saber-matematico-e-cultura-indigena.html

PAIRÉ CAMETAENSE: UMA BELA OBRA EM MATEMÁTICA E ENGENHARIA (não publicado, disponível por e-mail: jbn@ufpa.br)

CONHEÇA MARIA LAURA MOUZINHO LEITE LOPES, UMA DAS PRIMEIRAS DOUTORAS EM MATEMÁTICA DO BRASIL!,
http://encontrodejovenscientistas.com/2015/02/02/conheca-maria-laura-mouzinho-leite-lopes-uma-das-primeiras-doutoras-em-matematica-do-brasil/

NASCIMENTO, J.B., GOMES, S.C. L., MAGNO, C. S. E MOREIRA, A. M. S. , CICLOIDE E BRAQUISTÓCRONA, www.sobralmatematica.org/preprints/preprint_2015_01.pdf, acesso fev/15